Assistência Médico-Hospitalar2020-02-10T15:18:02+00:00

ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR

Conforme a Lei nº 452/74 e a Portaria CBPM 1/1/20 de 17-1-2020

Regime assistencial, cujos serviços de saúde são geridos pela CBPM e prestados pela Cruz Azul de São Paulo aos beneficiários dos contribuintes
Calendar free icon Sem carência para procedimentos médico-hospitalares, exceto para os casos de reinclusão no regime assistencial.

Beneficiários dos ex-contribuintes que requererem sua reinclusão no regime Assistencial Médico-Hospitalar, terão que cumprir os seguintes prazos de carência:
  • 24 horas para casos de urgência e emergência
  • 24 meses para doenças e lesões preexistentes
  • 300 dias para partos a termo
  • 180 dias para os demais casos
Cobertura assistencial ambulatorial, hospitalar com obstetrícia e pronto-socorro
Microscope free icon Consultas, exames, internação e tratamentos diversos são realizados conforme o Termo de Colaboração entre a CBPM e a Cruz Azul de São Paulo, observada a Portaria 1/1/20 de 17-1-2020
Atendimentos de urgência ou emergência podem ser realizados por qualquer Unidade Hospitalar, no território nacional, somente quando não for possível a utilização dos serviços próprios, contratados ou credenciados pela Cruz Azul de São Paulo

Emergência: implica em risco imediato de vida ou de lesões irreparáveis, caracterizado em declaração do médico assistente
Urgência: resultante de acidentes pessoais ou de complicações no processo gestacional
Remoção: a Unidade Hospitalar deve ser informada que o paciente tem direito à assistência médica pela Cruz Azul, o mais rápido possível, para que esta assuma a responsabilidade do tratamento e assegure a transferência imediata, quando de sua estabilidade clínica

Atendimento emergencial de Oftalmologia no Pronto-socorro da Cruz Azul de São Paulo e posterior encaminhamento a clínicas especializadas, quando necessário
Cheque free icon  

Coparticipação financeira de até 50% do valor em alguns atendimentos ambulatoriais, hospitalares e de obstetrícia, conforme a Portaria 1/1/20 de 17-1-2020, a fim de garantir o equilíbrio econômico, financeiro e atuarial do regime assistencial médico-hospitalar